13 Setembro Por: Tribuna Popular

Quatro pessoas foram presas pela PF por extração de madeira em terra indígena

Um índio está entre os presos na operação realizada em parceria com a Funai.

 

Foto da notícia
Foto: ilustrativa
 
Quatro pessoas, entre elas um indígena, foram presas pela Polícia Federal (PF), durante fiscalizações na Terra Indígena Sete de Setembro, pela prática do crime de extração ilegal de madeira. As prisões ocorreram na quarta-feira (11), através de fiscalizações da Delegacia da PF de Ji-Paraná/RO, em conjunto com a Fundação Nacional do Índio (Funai).
 
De acordo com a PF, a fiscalização foi realizada após denúncias da população sobre extração ilegal de madeira e a serragem de madeira no interior da Terra Indígena, contando com o apoio e autorização de um indígena.
 
Depois de realizados os levantamentos de inteligência, as equipes se deslocaram para o local identificado, em um ponto de difícil acesso, e conseguiram prender em flagrante quatro pessoas com posse de motosserras e outros instrumentos utilizados para o desmatamento da região.
 
Ainda, conforme informou a PF, durante o deslocamento, os policiais identificaram um acampamento montado pelos invasores, o qual se encontrava vazio no momento, apenas com pertences pessoais e instrumentos, além de três motocicletas. Em seguida, foi possível identificar o barulho gerado pelo corte das árvores. Além da apreensão das madeiras, algumas já serradas, foram apreendidos na posse dos suspeitos, armas, munições, motosserras e diversos outros instrumentos para a prática dos crimes ambientais.
 
Os quatro suspeitos, incluindo um indígena, foram conduzidos para a Delegacia da Polícia Federal em Guajará-Mirim/RO, onde foram ouvidos e encaminhados para o presídio local, onde permanecem à disposição da Justiça.
Fonte: Tribuna Popular