17 Julho Por: Magda Oliveira

Testes rápidos detectam novos casos de HIV, hepatites e sífilis em Cacoal, RO

De janeiro a julho de 2019 Cacoal registrou 14 casos de hepatites virais, 9 de HIV, 5 de Aids e 19 casos de sífilis em adultos. Pessoas que já iniciaram a vida sexual podem fazer os testes rápidos.

 

Foto da notícia
Teste rápido de sífilis, HIV e hepatites — Foto: Reprodução/Rede Amazônica
 
O Julho Amarelo é dedicado a campanhas de prevenção das hepatites virais, diante disso as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho, estão oferecendo testes rápidos que detectam a doença.

De acordo com a Coordenadoria de Vigilância em Saúde do município, com os exames de teste rápido foram registrados de janeiro a julho de 2019 14 casos de hepatites virais, 9 de HIV, 5 de Aids e 19 casos de sífilis em adultos.

De acordo com o farmacêutico do Serviço de Assistência Especializado (SAE), Aleandro da Silva Dias, o tratamento os pacientes diagnosticados com essas doenças é fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

“Com o positivo no teste rápido, o paciente é encaminhado para o SAE, onde faremos o acompanhamento, com o infectologista e enfermeira.
 
O tratamento é gratuito. No caso de Hepatite B, os pacientes são acompanhados e encaminhados para Porto Velho se necessário”, explicou Aleandro.

O teste rápido detecta doenças como Hepatites B e C, além da sífilis e HIV. Para a detecção é necessário uma ‘furadinha’ no dedo e o resultado fica pronto em menos de 15 minutos.

Fazer o exame preventivo é a melhor forma de evitar que novos casos dessas doenças sejam registradas no município. O teste e a prevenção estão acessíveis à população.

O teste rápido é oferecido em livre demanda e de graça em todas as unidades básicas de saúde de Cacoal. Podem fazer o exame todos que já iniciaram a vida sexual.

“Nesse mês de campanha temos a livre demanda, ou seja, qualquer pessoa pode ir até a unidade e fazer o teste rápido. Não precisa de agendamento.
 
As vezes é preciso ter um pouquinho de paciência, mas todos que procurarem as UBS serão atendidos”, explicou a enfermeira Kathyane Martinez Silva Leite.

Para evitar a contaminação, todas as UBS de Cacoal fazem a distribuição gratuita de preservativos.
Fonte: G1